Bernardo Bianchi

Saramago, as letras e a opinião pública – Número 24 – 08/2011 – [90-92]

Este Breviário em PDF

Único escritor lusófono a receber um Prêmio Nobel de Literatura, Saramago foi um dos grandes nomes das letras portuguesas, mas sua celebridade esteve sempre envolta em polêmica. Jamais foi uma unanimidade, o que não é mau. Pois, uma vez que toda unanimidade é burra, como dizia Nelson Rodrigues, a falta dela representa uma vantagem do debate público português. A morte de Saramago, ocorrida há um ano, foi cercada de pompa, circunstância e polêmica; foi, nesse sentido, fiel a sua vida. Militante comunista, intelectual franco e crítico da sociedade portuguesa, ateu inveterado, Saramago acumulou pertenças controversas que justificam certos desentendimentos e a coleção de desafetos. Continue Lendo

Tagged

Bin Laden e o amesquinhamento de uma nação – Número 6 – 05/2011 – [16-17]

Este Breviário em PDF

Osama bin Laden, o líder máximo da Al Qaeda e autor intelectual dos atentados de 11 de setembro, que vitimaram cerca de três mil pessoas, foi assassinado no dia 1º de maio de 2011, numa ação promovida por forças estadunidenses e supervisionada diretamente pelo mandatário máximo dos EUA – o Presidente Barack Obama. Bin Laden foi morto numa casa localizada na cidade de Abbottabad, onde morava havia cinco anos, a cerca de uma hora da capital paquistanesa, Islamabad. Apesar de não ter sido divulgada nenhuma fotografia de Bin Laden, sua identidade teria sido confirmada por exames de DNA. Segundo as Forças Armadas estadunidenses, após a execução, seu corpo foi lavado e envolto em lençol branco, de acordo com os ritos islâmicos. Posteriormente, o corpo foi lançado no Mar da Arábia – o que contraria os ritos islâmicos – para evitar que o túmulo pudesse se tornar em objeto de culto de simpatizantes. Continue Lendo

Tagged